Arquivo para setembro 2012

A Ordem das Cabeças Pensantes   Leave a comment

Cabeças Pensantes tentem e vigiem As Utopias

 

Pois é… Estou pensando na censura presente. Eu tentei postar uma foto de um politico foragido da Interpol. Não é possivel. Sabe de uma coisa? deixa para lá.
Amanhã começa a estação Primavera. Com a chegada dela talvez meu coração me ofereça algo melhor. Porém eu fico pensando; O Povo não sabe metade da missa.
O Povo se você mostrar o que está errado ele, não irá acreditar. Sabe porque? Ele é inculto, acomodado, corrupto passivo de carteira na mão, a espera de uma benesse.
Mesmo que voce faça uma tentativa -transformação social-, ele continuará povo e você, deixará de ser burguês como aconteceu na França em passado recente.

Anúncios

Publicado setembro 21, 2012 por heitordacosta em Alienação

A Ordem das Cabeças Pensantes   Leave a comment

 

 

 

 

Cabeças Pensantes atentem e vigiem.

Enquanto a maior parte da Humanidade encontra-se totalmente afastada dos reais desígnios orientadores do seu caminhar, iludidos e enganados, pelas falsas realidades que lhe acenam uma vida prazerosa, sufocados sem perceberem, por corrupções, Drogas, Prostituição, falta de Amor, Algo Maior ainda soberanamente, zela para que a Justiça Amor E Caridade prevaleçam.

MENSAGENS DO ASTRAL 29

PERGUNTA:

— Há quem atribua às vossas mensagens a revelação da existência de um Deus de pouca autoridade, que precisa lançar mão de recursos violentos a fim de poder disciplinar os seus filhos mal educados, ressaltando que assim se enfraquece a disciplina do Carma, que se transforma em ajuste  individual ou determinismo imposto bruscamente pelo Criador. Que podeis dizer a respeito?

RAMATÍS:

— Se examinásseis o vosso passado, todas as vossas imprudências e rebeldia para com os princípios estabelecidos pelo Cristo, cremos que consideraríeis ainda demasiadamente benignas as medidas compulsórias que o Pai estabeleceu para promover a vossa recuperação ascensional. Deus não cria asituações penosas, nem determina acontecimentos funestos para conseguir aeducação dos seus filhos transviados, como se lhe faltasse para isso o senso pedagógico. A vossa ascensão espiritual é um detalhe mínimo na execução do “Grande Plano Sideral”, que compreende uma “Respiração Divina” completa, designada pelos

orientais como a “Noite de Brama” e o “Dia de Brama”, ou “Manvantara”.Sob a disciplina da “Lei Única”, que rege todo o desenvolvimento desse “Grande Plano”, agem todas as leis menores, que chegam a atuar mesmo no seio da”probabilidade de onda”, que se manifesta no circuito de um elétron! Na vossa pequenez espiritual, considerais as vossas desarmonias eimperfeições individuais como desequilíbrios provenientes de insuficiência do poder de Deus e consequente mobilização de recursos lúgubres, de sua parte. O determinismo imposto pelo Criador consiste nesse “Grande Plano”, que abrange,em cada fase, toda a criação do Cosmo. Nesse determinismo divino, o vosso orbe significa menos que um grão de areia do dorso do Himalaia, a se mover ao impulso do vento das paixões humanas!É exatamente o carma que citais que vos conduz implacavelmente aos próximos acontecimentos de amargurado “fim de mundo”. Se o não fosse, estaríeis habitando Marte, Júpiter ou Saturno!… E isto deveis, não a insuficiência da sabedoria de Deus, mas à vossa própria insuficiência espiritual, filha da vossa incúria e negligência .

PERGUNTA:

— Podeis dar-nos uma ideia aproximada da sucessão dos acontecimentos profetizados, dentro de uma linha científica e racional?

RAMATÍS:

— Para isso tereis, primeiramente, que aceitar a ideia da existência de plêiades de Espíritos propostos de Deus, que desempenham funções similares às que por vezes executais na Terra, e dos quais sois apenas meros plagiadores.Há um grupo de entidades superplanetárias, às quais melhor se ajusta a designação de Engenheiros Siderais, que traçam com antecedência de bilhões,trilhões ou sextilhões de anos — se assim quiserdes formar uma ideia de “tempo”na vossa mente — o esquema

30 RAMATÍS das rotas e órbitas dos astros, planetas, asteróides, corpos ou poeiras cósmicas, que formarão as futuras galáxias distribuídas na abóbada celeste.A concretização dessa edificação sideral se faz dentro dos princípiosdisciplinados e eternos que derivam da Mente Divina, que abrange a execução completa do “Grande Plano” em desenvolvimento. Em virtude de essas órbitas ou planos de tráfego sideral consumirem, também, bilhões, sextilhões, etc., de anos-Terra, para se completarem, as criaturas humanas não podem avaliar ou sequer ter uma ideia do seu desenvolvimento total, que escapa a qualquer exame dentro da exiguidade de cada existência terrícola.A média de duração da vida humana — digamos de 60 ou de 80 anos — é infinitamente pequena para permitir que se aprecie aquilo que só se completa em vários bilhões de anos terrestres. Lembrar-vos-íamos o símile aproximado de um micróbio que, vivendo l dia no vosso fígado, resolvesse estudar e descrever todo o ciclo completo de vossa existência física… Por isso, esses movimentos siderais se manifestam para vós na configuração de “leis imutáveis”, dentro da disciplina do Todo, pois sempre os vedes fixos, certos, seguros e exatos em cada reencarnação.Para abrangê-los em sua totalidade, teríeis que sair da órbita terrena, postar-vos a distância do fenômeno e analisá-lo no espaço-tempo desses bilhões ou sextilhões de anos terrenos.

PERGUNTA:

— Só um tipo de Entidades Técnicas do tráfego sideral coopera nesse sentido?

RAMATÍS:

— É um labor que, humanizando-o — para o vosso melhor entendimento espiritual tão reduzido — denominaríamos de “labor de equipe”. Há um perfeito entrosamento de funções separadas, em que várias entidades cooperam para o êxito do mesmo objetivo, mas visando sempre a sua especialidade dentro do setor que melhor se afinize com o seu entendimento. Quando os Engenheiros Siderais planejam órbitas, ocasião em que estudam e examinam todas as atrações,repulsões, influências astrológicas e astronômicas dos corpos e partículas siderais futuras, os planos respectivos são alvo da atenção de inúmeras outras entidades.Estas entidades são Espíritos Angélicos, cujas auras impregnam globos e mesmo constelações celestes. Podeis ter uma apagada concepção do que sejam eles nafigura dos Matemáticos, Anatomistas, Geólogos, Botânicos, Zoologistas,Sociólogos, Legisladores, Químicos ou Físicos do vosso mundo, lembrando-vos, porém, de que estão absolutamente além da concepção humana.Os cientistas do vosso mundo, tomados há pouco para comparação, não saem de experiências em torno do planeta Terra, esquadrinhando os valores miúdos do solo e do meio, mas os que mencionamos como Cooperadores Siderais estendem o seu labor a sistemas de sóis e de mundos milhares de vezes mais adiantados do que o vosso sistema e a vossa acanhada morada. Eles operam, com os seusconhecimentos, na organização de planos siderais que abrangem toda a cúpula da área cósmica a ser estudada. Empregam cálculos de matemática sidérea, em que os Calculadores Siderais prevêem para incontável número de anos-Terra todos os detalhes, movimentos e progressos dos mundos porvindouros, demarcando as exigências de aproximação e distanciamento recíproco dos astros, as suas in-fluências sobre coordenadas magnéticas dos sistemas, a coesão e a reação dossatélites e de seus núcleos, inclusive todas as alterações e progressos dashumanidades existentes de futuro nesses conjuntos planetários.Esses planos desdobrativos, sob um ritmo ascensional e inteligente,reproduções herméticas de outros planos já sucedidos, é que permitem a pulsação implacável, desde o microcosmo das probabilidades de ondas eletrônicas até o macro cosmo das constelações rodopiando em torno de um núcleo, que pode ser o acúmulo sideral de bilhões de galáxias! Dentro desse ritmo, dessa pulsaçãocontinuamente ascensional, o progresso é um fator constante e a angelitude humana um evento consumado, porque são estes os objetivos fundamentais que sustentamos planos traçados pelos Engenheiros Siderais.

PERGUNTA:

— Como poderíamos ter uma ideia aproximada dos objetivos dessas entidades técnicas, por vós mencionadas?

RAMATÍS: — 

É óbvio que esse processo de formação dos mundos não pode obedecer rigorosamente aos dados que vos transmitimos. Não deveis aceitá-los”ipsis litteris”, mas apenas para dardes à vossa imaginação uma figura da responsabilidade que é atribuída a cada tipo de entidade criadora, no Cosmo. Não é o “modo” pelo qual essas entidades operam que deveis compreender como vos revelamos, mas sim a objetividade que elas alcançam. Há certa ordem gradativa de trabalho, que pede a intervenção, no “te-mpo” justo, de cada cooperador. Nem poderia ser de outro modo, porque é justamente nos planos mais altos que a disciplina e a Lei são mais exatas.Um Geólogo Sideral é aquele que orga toda a carga do planeta em edificação,e seus satélites, prevendo as correspondências que se processarão dentro do sistema solar que for chamado a se mover; um Químico Sideral examina o “quantum”magnético-físico que se manifestará no futuro, dentro das indescritíveis operações químicas ocorridas no laboratório do Cosmo; um Anatomista Sideral estabelece aslinhas fundamentais das figuras humanas que deverão surgir no orbe, emconformidade com os recursos do meio, as condições físicas e necessidades da massa espiritual operante; um Sociólogo Sideral prevê as migrações de almas entre os globos habitáveis do mesmo sistema, no contínuo intercâmbio que acelera a angelitudo nas seleções espirituais e retifica os rebeldes com a disciplina

corretiva; um Legislador Sideral prescreve as leis básicas da ascensão espiritual,manifestando-as, gradativamente, às humanidades, na forma de “revelações periódicas” e na conformidade da apreensão mental dos seres.Inúmeros outros cooperadores siderais devem estudar as fases psicológicas, prever os períodos que se enquadrem no “calendário humano”, a fim de que se reencarnem nos orbes Espíritos superiores e instrutores do quilate de um Antúlio, Numu, Crisna, Moisés, Hermes, Buda, Confúcio, Rama, que estabelecem as preliminares para as mensagens de maior importância. Estes mensageiros sublimes,que vos citamos, entre os quais uns puderam cumprir com maior êxito do que outros a respectiva missão, foram sempre bafejados pela luz  refulgante do Cristo e prepararam a abóbada espiritual protetora para o advento de Jesus — o mais perfeito e inconfundível doador da luz  crística no vosso orbe!Quando se trata da encarnação de altos Espíritos, verdadeiros anjos planetários, como no caso de Jesus, é preciso que no momento apropriado para assuas manifestações haja um campo magnético astrológico favorável, produzido pelas situações e constelações de astros. Podereis melhor compreender o fatoadmitindo a pálida ideia de que empoeirada esfera de cristal devesse ser rigorosamente limpa, para que os raios do sol a envolvessem em todo o seu conteúdo. A majestosa aura dessas entidades, de cuja vibração sutilíssima não vos podemos dar noções satisfatórias, escapa ao campo comum vibratório, no qual devem “emergir” para poder atingir o plano físico. Simbolicamente, dir-vos-íamos que se faz necessária uma “abertura”, uma faixa vibratória, adequada à descida do Sublime Mensageiro.

Publicado setembro 20, 2012 por heitordacosta em Revelações

Etiquetado com

A Ordem das Cabeças Pensantes   Leave a comment

Cabeças Pensantes atentem e vigiem
‘Os Engenheiros Siderais do Mal encontraram nos corpos dos
grandes répteis, dinossauros e outros gigantescos animais daqueles
tempos, carga de ferocidade receptiva ao seu código genético inferior. Conseguiram, então, implantar na matéria, todo potencial primitivo, destruidor e violento de que eram portadores.
Satisfeitos, congratularam-se em exaltação à própria capacidade e inteligência; porém, em meio a festa, o Alto providenciou o
arrebatamento (morte) dos animais receptadores na matéria, da carga
genética deletéria, violenta e primitiva.
Os irmãos transgressores intencionavam depurar lentamente
os genes dos seus filhotes, para que, através de várias gerações, chegassem às condições físicas semelhantes a do homem. Uma vez alcançado esse objetivo, poderiam encarnar-se, dando cumprimento ao
seu propósito inconfessável de dominação e exploração do planeta.
Tiveram seus planos arrasados com a extinção dos grandes
répteis, perdendo todo o projeto de dominação e artefatos já implantados no meio dos seres terráqueos.
Após esse acontecimento, declarou-se abertamente guerra feroz59
entre suas mentes impuras e todo aquele que se declarava do lado da Luz.
Inconformados, ficaram com as formas e hábitos dos seus
ancestrais e passaram a perseguir, intencionalmente, todas as mentes
que eles poderiam utilizar no esforço de dominação do planeta.
Nunca mais conseguiram desenvolver novo projeto de aproveitamento de corpos terrenos para sua encarnação; porém, até hoje,
não medem esforços para fazer do ser humano, instrumento de destruição da própria vida. Contudo, se a vida resiste na superfície do
planeta, é porque a partir da declaração de guerra das Forças
Involutivas, esforços maiores das Frotas Intergalácticas, enviadas a pedido de Jesus, interpuseram-se entre vossa humanidade
e os Seres Interventores Malignos. Desse modo, todo e qualquer
artefato bélico existente no planeta foi desenvolvido e utilizado por
influência maléfica das perversas almas rebeldes.
Supõe, o prezado leitor, tratarem-se tais assuntos de criativa
arte da ficção, mas saibam que um olhar atento às principais descobertas de vossa ciência revelará a dicotomia entre o desenvolvimento
científico salutar e progressista e a malignidade dissoluta e dominadora
das “forças antagônicas” mantidas em constantes atividades, no sentido de espalhar a dor, o medo, o terror e a destruição.
Se o planeta mantém-se em equilíbrio até os dias atuais, é
devido à ação das poderosas Mentes Superiores de Irmãos Extraterrestres que impedem o desequilíbrio.
Somente agora, quando a ação pervertida atinge enormemente a Terra; somente agora, quando mentes iludidas pelo prazer instintivo da destruição fazem materializar experimentos genéticos capazes de novamente por em risco a integridade do Plano Divino, numa
assertiva clara e irrefutável da queda, do exílio de um grupo de humanos, é que chegou a Hora do Basta.
Não mais haverá oportunidade para desregramentos excessivos. Não há mais chance de renovação e crescimento espiritual neste planeta, para aqueles que todas as condições receberam para repelirem a sedução dos sentidos inferiores.
Serão deportados os humanos incautos, para iniciarem
nova jornada. Os rebeldes serão banidos para mundos estéreis,
sem vida física, onde sua influência em nada atuará, fazendo-os
voltarem-se para si mesmos, após milênios de auto-destruição.
Cada um de vós, habitante da Terra neste momento, é parte
dessa história, não podendo mais vendar voluntariamente os olhos,
diante das verdades que surgem de toda parte.
É tempo de fazer a escolha definitiva, para que possamos
identificá-los e reconduzi-los para os grupos de resgate, de onde serão
encaminhados a mundos felizes, ou estéreis, ou inferiores, ou suplástios.’
–Trecho do livro  ‘Os Decaídos e Sua Trajetória Terrestre’.
—Mais, muito mais eternamente-.

Publicado setembro 19, 2012 por heitordacosta em Reflexão

A Ordem das Cabeças Pensantes   Leave a comment

Cabeças Pensantes atentem e vigiem

Publicado setembro 12, 2012 por heitordacosta em Organizações

A Ordem das Cabeças Pensantes   Leave a comment

 

 

Cabeças Pensantes atentem e vigiem       Reformas Já

REPASSE, CASO CONCORDE.

É assim que começa.

Peço a cada destinatário para encaminhar este e-mail a um mínimo de vinte pessoas em sua lista de endereços,e pedir a cada um deles para fazer o mesmo.
Em três dias, a maioria das pessoas no Brasil terá esta mensagem. Esta é uma idéia que realmente deve ser considerada e repassada para o Povo. Lei de Reforma do Congresso de 2011
 (emenda à Constituição) PEC de iniciativa popular: Lei de Reforma do Congresso (proposta de emenda à Constituição Federal)

1. O congressista será assalariado somente durante o mandato.  Não haverá aposentadoria por tempo de parlamentar, mas contará o prazo de mandato exercido  para agregar ao seu tempo de serviço junto ao INSS referente à sua profissão civil.

2. O Congresso (congressistas e funcionários)  contribui para o INSS. Todo a contribuição (passada, presente e futura) para o fundo atual de aposentadoria do Congresso passará para o regime  do INSS imediatamente. Os senhores Congressistas participarão dos benefícios dentro do regime do INSS exatamente como todos outros brasileiros. O fundo de aposentadoria  não pode ser usado para qualquer outra finalidade.

3. Os senhores congressistas e assessores devem pagar seus planos de aposentadoria, assim como todos os brasileiros.

4. Aos Congressistas fica vedado aumentar seus próprios salários e gratificações fora dos padrões do crescimento de salários da população em geral, no mesmo período.
5. O Congresso e seus agregados perdem seus atuais seguros de saúde pagos pelos contribuintes e passam a participar do mesmo sistema de saúde do povo brasileiro.

6. O Congresso deve igualmente cumprir todas as leis que impõe ao povo brasileiro, sem qualquer imunidade que não aquela referente à total liberdade de expressão quando na tribuna do Congresso.

7. Exercer um mandato no Congresso é uma honra e uma responsabilidade, não uma carreira.  Parlamentares não devem servir em mais de duas legislaturas consecutivas.

8. É vedada a atividade de lobista ou de consultor quando o objeto tiver qualquer laço com a causa pública.
Se cada pessoa repassar esta mensagem para um mínimo de vinte pessoas, em três dias a maioria das pessoas no Brasil receberá esta mensagem. A hora para esta PEC é AGORA.

É ASSIM QUE VOCÊ PODE CONSERTAR O CONGRESSO. 
Se você concorda com o exposto, REPASSE.  Caso contrário, basta apagar e dormir sossegado.

Por favor, mantenha esta mensagem CIRCULANDO para que possamos ajudar a reformar o Brasil.

NÃO SEJA ACOMODADO… NÃO ADIANTA SÓ  RECLAMAR… NÃO CUSTA NADA REPASSAR…

Publicado setembro 8, 2012 por heitordacosta em Reflexão

A Ordem das Cabeças Pensantes   Leave a comment


Cinco civilizações destruídas por mudanças climáticas

Será que as grandes civilizações do passado desapareceram por causa de mudanças climáticas? Esta ideia não é nova, e estudos recentes mostram que muitos colapsos históricos, ou períodos de guerra e agitação, coincidiram com mudanças climáticas. Porém, o papel destas mudanças climáticas permanece controverso.

MICENAS

 

Pouco resta da cidade de Micenas hoje, mas ela foi o centro da primeira grande civilização grega, entre os anos 1600 e 1100 a.C. Depois deste período, muitas cidades foram abandonadas, o comércio parou e o sistema de escrita desapareceu.

Outras civilizações próximas, incluindo os Hititas e o Novo Reino do Egito, também declinaram na mesma época, um fenômeno conhecido como o colapso do final da Era do Bronze.

Estudos de indicadores climáticos, como estalagtites e sedimentos marinhos, sugerem que o Mediterrâneo esfriou na época, resultando em menos chuvas nos quatro séculos seguintes.

Alguns pesquisadores acreditam que a queda na produção de alimentos levou a um declínio da população e das civilizações da região.

CHICHEN ITZA

 

Esta estátua representa o deus Chac-Mool, na cidade maia de Chichen Itza, atual México. Chichen Itza floresceu até o século 13, e ainda haviam maias vivendo ali quando os espanhóis chegaram no século 16.

Entretanto, o apogeu da civilização foi entre os anos 200 e 800, quando a construção de grandes monumentos atingiu seu auge. Depois do ano 900, muitas cidades foram abandonadas.

Os registros climáticos mostram que o declínio coincidiu com um século de poucas chuvas, o que teria afetado severamente a produção de alimentos.

IMPÉRIO ROMANO DO OCIDENTE

 

Os romanos construíram muitos aquedutos, como este no sul da França, próximo à Nîmes. Quando em seus dias de glória, o Império Romano controlou quase toda a Europa, oeste da Ásia e norte da África. Mas em torno do ano 400, ele foi dividido entre o império romano ocidental, com capital em Roma, e o império romano oriental, com capital em Constantinopla, atual Istambul, na Turquia.

Roma foi saqueada pelos Visigodos em 410, a primeira vez que a cidade foi invadida em 800 anos. No fim do século, o império ocidental havia entrado em colapso. Guerras civis e a corrupção institucional contribuíram para seu declínio.

A ideia de que o clima teve um papel importante na queda de Roma é antiga, e novas evidências surgiram em 2011. Registros de temperatura e pluviosidade na Europa ocidental revelaram que entre os anos 250 e 550 o clima mudou entre seco e frio para quente e úmido de uma década para outra.

Mudanças assim imprevisíveis foram devastadoras para os fazendeiros, e a falta de alimentos resultante pode ter contribuído para a queda do Império.

POPULAÇÃO EUROPEIA DA GUERRA DOS TRINTA ANOS

 

Esta pintura à óleo pelo artista flamengo Pieter Snayers mostra um ataque a uma coluna de abastecimento durante a Guerra dos Trinta Anos, que aconteceu entre os anos 1618 e 1648. Foi um dos mais longos e destrutivos períodos de guerra na história da Europa. Durante o século 17, houveram muitas outras guerras, revoltas e conflitos. Este período de instabilidade é conhecido como a Crise Geral.

A Crise Geral é atribuída normalmente a fatores sociais e econômicos, mas alguns pesquisadores acreditam que a verdadeira causa foi uma mudança climática. Um resfriamento no hemisfério norte levou a uma queda na produção de alimentos e aumento dos preços, causando fome, movimentos de massas e, talvez, um século de rupturas.

OS MOCHE

 

No século 6, muitas pessoas foram sacrificadas ao deus Moche Ai Apaec, O Decapitador (representado na figura no Templo da Lua), no que hoje é o norte do Peru. Mas os sacrifícios foram em vão.

Entre os anos 300 e 500, o povo Moche viveu e construiu cidades ao longo da costa do Peru, mas seus fazendeiros dependiam de canais de irrigação para suas colheitas. Em torno do ano 600, estes canais foram entrerrados por dunas de areia. Os sobreviventes abandonaram as cidades costeiras e se mudaram para o interior.

Os estudos de núcleos de gelo sugerem que um ciclo especialmente intenso do El Niño em torno desta época produziu chuva intensa e enchentes, seguido por uma seca longa e severa.[New Scientist]

Publicado setembro 7, 2012 por heitordacosta em Cultura

A Ordem das Cabeças Pensantes   Leave a comment

Cabeças Pensantes atentem e vigiem

Medo, venalidade, paixão partidária, respeito pessoal, subserviência, espírito conservador, interpretação restritiva, razão de Estado, interesse supremo, como quer que te chames, prevaricação judiciária, não escaparás ao ferrete de Pilatos.
O bom ladrão salvou-se. Mas não há salvação para o juiz covarde!
(Rui Barbosa)

Publicado setembro 6, 2012 por heitordacosta em Cultura