Arquivo para abril 2012

A Ordem das Cabeças Pensantes   Leave a comment

Cabeças Pensantes atentem e vigiem      

Heitordacosta Dacosta
Magistrados querem ‘investigação geral’ no Tribunal de Justiça de SP
Grupo de desembargadores de SP sob inspeção do tribunal quer que apurações sejam estendidas a todos

—Pois é… Ce vieil adage, un pour tous tous les

Anúncios

Publicado abril 30, 2012 por heitordacosta em FRATERNIDADE

A Ordem das Cabeças Pensantes   Leave a comment

Cabeças Pensantes atentem e vigiem

Visões

Era madrugada, assistindo Televisão vi participando em um programa de entrevistas de um canal de São Paulo, um velho conhecido da época que trabalhei por lá.

Ele fora meu aluno em curso realizado na fase de implantação da Televisão Bandeirante para operadores de câmera A princípio não o reconheci, apesar de ser jovem, imagino que tenha entre 45 a 50 anos, sua imagem no momento revelava ter um pouco mais. De pronto, pensei tratar-se do Governador José Serra, depois me pareceu um psiquiatra que gosta de aparecer na mídia, – Guadêncio-, seu nome, se não me engano.

Ele falava de suas realizações profissionais. Lembro-me de seu interesse demonstrado durante o curso. Alimentava o sonho de logo ser um entre os melhores. Tempo passado, já em carreira solo, trabalhou em várias emissoras de Televisão de São Paulo. Rapidamente conheceu e teve sucessos que a profissão oferece, chegando ser considerado um bom Diretor de Imagens.

Mas, o que realmente despertou minha atenção foi o seu trajar, e a partir desse momento, parte das minhas recordações estão presentes.

Pensei que ele fosse um representante-participante-, da temida Organização Tradição Família Propriedade (TFP) de ultra Direita. Nos anos 60 e 70, eu vi em algumas ocasiões, -a mãe do meu filho era professora da Universidade Mackenzie- e quando eu ia ao seu encontro, eles desfilavam próxima a Universidade, e terminavam suas romarias em frente de uma casa localizada na Rua Maria Antonia que tinha em seu frontispício um pequeno nicho onde ficava guardada uma imagem religiosa. Os participantes vestiam coletes vermelhos longos, em suas mãos seguravam adereços-estandartes-, uns com símbolos bordados, outros imagem religiosa.

Os anos eram de chumbo grosso. A Tradição Família e Propriedade (TFP), o Comando de Caça a Comunista (CCC) grupo de Direita, seus participantes eram alunos da Universidade, e a Organização Bandeirantes (OBAN), grupo criado por alguns empresários paulistanos, tendo em seu comando um dos principais torturadores do país, delegado Sergio Paranhos Fleury, desenvolviam atividades repressivas com finalidades de desestabilizar e prender grupos contrários ao sistema.

O que provocou presença desse passado foi à roupa usada pelo meu ex-aluno: a tradicional jaqueta de mangas compridas com punhos de abotoar, camisa com colarinho, gravata, sapatos de solado grosso preta bico redondo.

A TFP era comparada a época, por determinados grupos ideológicos, e alguns étnicos, como versão brasileira da KLU KLUX KAN organização americana de ultra direita.

Depois desse momento desliguei o televisor e tentei dormir. Inútil, agora não é mais o passado que se revela e, sim o futuro

Publicado abril 29, 2012 por heitordacosta em Recordações

A Ordem das Cabeças Pensantes   Leave a comment

Cabeças Pensantes atentem e vigiem

O Plano

 

EN TODOS LOS TIEMPOS, TANTO LOS PUEBLOS COMO LOS INDIVIDUOS HAN TOMADO LAS PALABRAS COMO REALIDADES; QUEDAN SATISFECHOS CON LA APARIENCIA DE LAS COSAS Y RARAMENTE SE OCUPAN DE OBSERVAR SI LAS PROMESAS RELATIVAS A LA VIDA SOCIAL SE CUMPLIERON O NO: POR TAL, NUESTRAS INSTITUCIONES POSEERAN UNA BELLA FACHADA QUE HABLE ELOCUENTEMENTE DE LO QUE HAN APORTADO AL PROGRESO.

OS APROPIAREMOS DE LA FISONOMIA DE TODOS LOS PARTIDOS Y TODAS LAS TENDENCIAS. LOS ORADORES QUE INFILTREMOS ENTRE ELLOS SERAN TAN LOCUACES QUE LLEGARAN A FATIGAR AL PUEBLO CON SUS  DISCURSOS, AL PUNTO DE HACERSELES INSOPORTABLES.

PARA TOMAR LAS RIENDAS DE LA OPINION PUBLICA, ES PRECISO EMBARULLARLA  HASTA LA PERPLEJIDAD, REGANDO DE UNA MISMA VEZ POR TODAS PARTES IDEAS Y OPINIONES CONTRADICTORIAS; DE ESTA FORMA, LOS GENTILES SE PERDERAN EN UN LABERINTO, PERSUADIENDOSE DE QUE, EN MATERIA DE POLITICA, ES MEJOR NO TENER OPINION. SE CONVENCERAN POR FIN DE QUE ESTA MATERIA NO PUEDE SER DOMINADA POR EL PUBLICO, SINO EXCLUSIVAMENTE POR AQUELLOS QUE DIRIGEN. ESTE ES EL PRIMER SECRETO.

EL SEGUNDO SECRETO PARA GOBERNAR CON EXITO CONSISTE EN MULTIPLICAR AL EXTREMO LOS DESACIERTOS POPULARES, LAS COSTUMBRES, LAS PASIONES Y LAS REGLAS DE LA VIDA COMUN DEL PAIS; ASI, NADIE SERA CAPAZ DE PENSAR CON CLARIDAD ENTRE EL CAOS QUE SE ARME Y LOS HOMBRES TERMINARAN POR NO ENTENDERSE LOS UNOS A LOS OTROS. ESTA TACTICA SEMBRARA LA DISCORDIA EN TODOS LOS PARTIDOS, DISOLVIENDO LOS COLECTIVOS QUE NO QUIERAN SOMETERSENOS;

TAMBIEN DESANIMARA CUALQUIER INICIATIVA, POR GENIAL QUE SEA. NO HAY NADA MAS PELIGROSO QUE LA INICIATIVA PERSONAL; SI ESTA FUERA PRODUCTO DE UN GRAN CEREBRO, PODRIA HACERNOS MUCHO MAS DANO QUE LOS MILLONES DE INDIVIDUOS QUE HEMOS LANZADO A ENTREMATARSE.

PRECISAMOS DIRIGIR LA EDUCACION DE LAS SOCIEDADES CRISTIANAS DE MANERA QUE, CUANDO TRATEN DE PROCEDER POR INICIATIVA PROPIA, SE DESESPEREN Y TENGAN QUE DECLARARSE VENCIDAS. EL ESFUERZO QUE  UNO EJERCE LIBREMENTE SE CANCELA CON LOS IMPULSOS LIBRES DE LOS OTROS; DE AHI NACEN LOS CONFLICTOS MORALES, LAS DECEPCIONES Y LOS DESENCANTOS.

 FATIGAREMOS TANTO A LOS CRISTIANOS CON ESA LIBERTAD QUE SE VERAN OBLIGADOS A OFRECERNOS UN PODER INTERNACIONAL QUE PODRA ACAPARAR  LOS  PODERES  GUBERNAMENTALES  DE  TODOS  Y  FORMAR UN GOBIERNO SUPREMO UNIVERSAL. REEMPLAZAREMOS LOS GOBIERNOS ACTUALES POR UN ESPANTAJO QUE DENOMINAREMOS ADMINISTRACION DEL GOBIERNO SUPREMO. SUS TENTACULOS SE EXTENDERAN POR TODAS PARTES Y DISPONDRA DE UNA ORGANIZACION COLOSAL QUE DEBERA SOMETER POR FUERZA A TODAS LAS NACIONES.

Capitulo Vl

 LOS MONOPOLIOS: LAS FORTUNAS DE LOS GOIM ESTAN EN NUESTRO PODER. EXPULSION DE LA  ARISTOCRACIA DE SUS PROPIEDADES TERRITORIALES. COMERCIO. INDUSTRIA. ESPECULACION DESARROLLO DEL LUJO. AUMENTO DE LOS SALARIOS Y ENCARECIMIENTO DE LOS ARTICULOS DE PRIMERA NECESIDAD. ANARQUIA Y ALCOHOLISMO. OBJETO SECRETO DE LA PROPAGANDA DE LAS DOCTRINAS ECONOMICAS..

 CREAREMOS EN BREVE ENORMES MONOPOLIOS, COLOSALES RESERVAS DE RIQUEZAS DE LAS CUALES DEPENDERAN LAS FORTUNAS DE LOS GENTILES; ESTOS MONOPOLIOS DEVORARAN EL PATRIMONIO DE LOS CRISTIANOS JUNTO CON EL CREDITO DE SUS GOBIERNOS CUANDO PRODUZCAMOS LA CATASTROFE POLITICA. (SE SO_RENTIENDE QUE LOS ZELOTES RETIRARAN SUS CAPITALES EN EL MOMENTO OPORTUNO.) LOS ECONOMISTAS AQUI REUNIDOS DEBEN CONSIDERAR LA IMPORTANCIA DE ESTA COMBINACION.

 

PRECISAMOS EMPLEAR TODOS LOS MEDIOS DISPONIBLES PARA QUE EL GOBIERNO SUPREMO SEA REPRESENTADO COMO PROTECTOR Y REMUNERADOR DE QUIENES SE SOMETAN VOLUNTARIAMENTE.

 

LA ARISTOCRACIA DE LOS GENTILES DESAPARECE COMO FUERZA POLITICA. YA NO TENEMOS QUE CONTAR CON ELLA. SIN EMBARGO, COMO PROPIETARIOS DE TIERRAS, LOS ARISTOCRATAS SON TODAVIA PELIGROSOS PORQUE SU INDEPENDENCIA SE SOSTIENE SOBRE RECURSOS PROPIOS. ES PRECISO, POR TANTO, DESPOJARLOS DE SUS TIERRAS. PARA LOGRARLO, EL MEDIO PREFERIDO ES EL ALZA DE LOS IMPUESTOS SOBRE LOS BIENES RAICES, DE MODO QUE LAS RENTAS SE REDUZCAN Y LOS GENTILES SE ARRUINEN.

ES NECESARIO QUE AL MISMO TIEMPO PROTEJAMOS EL COMERCIO Y LA INDUSTRIA. SOBRE TODO DEBEMOS PROTEGER LA ESPECULACION QUE LE SIRVE DE CONTRAPESO ALA INDUSTRIA. SIN LA ESPECULACION, LA INDUSTRIA MULTIPLICARIA LOS CAPITALES PRIVADOS Y EMANCIPARIA A LA AGRICULTURA DE LAS DEUDAS E HIPOTECAS CONTRAIDAS CON LOS BANCOS RURALES. ES ESENCIAL QUE LA INDUSTRIA ABSORBA TODAS LAS RIQUEZAS DEL TRABAJO Y QUE LA ESPECULACION PONGA EN NUESTRAS MANOS EL DINERO DE TODO EL MUNDO. PROCEDIENDO AS I, TODOS LOS GENTILES SERAN LANZADOS A LAS FILAS DEL PROLETARIADO Y SE DOBLEGARAN ANTE NOSOTROS PARA PODER TENER EL DERECHO DE VIVIR

 

Capitulo Vll

OBJETO DE LAS ALZAS ARMAMENTICIAS. FERMENTACION, LUCHAS Y DISCORDIAS EN EL MUNDO ENTERO. SOMETIMIENTO DE LOS GENTILES POR MEDIO DE GUERRAS INTERNAS Y POR LA GUERRA MUNDIAL. EL SECRETO CONSIDERADO COMO ARTE DE LA POLITICA Y DE  JUDIOMASONERIA. LA PRENSA, LA OPINION PUBLICA Y NUESTRO TRIUNFO. LOS SENORES AMERICANOS, JAPONESES Y CHINOS.

LA INTENSIFICACION DEL SERVICIO MILITAR Y EL  AUMENTO DE LAS FUERZAS DE POLICIA SON ESENCIALES PARA LA REALIZACION DE LOS PLANES INDICADOS. ES PRECISO QUE, FUERA DE NUESTRA ORBITA, EL PAIS QUEDE REDUCIDO A UNA GRAN MASA PROLETARIA DE DONDE SACAR INDIVIDUOS CONVERTIDOS EN SOLDADOS Y AGENTES DE POLICIA SUMISOS A NUESTRA CAUSA.

-Trecho do meu LIVRO DOSSIÊ-

-Mais, muito mais, eternamente-.

Publicado abril 27, 2012 por heitordacosta em Livros

A Ordem das Cabeças Pensantes   Leave a comment

Cabeças Pensantes atentem e vigiem  Os Assassinatos

Notícias > Política

SIP debate assassinatos recentes de jornalistas no País

Relatório apresentado neste sábado mostra que três dos últimos cinco assassinatos de jornalistas no Brasil têm relação com o exercício profissional; dado contraria Itamaraty

21 de abril de 2012 | 11h

Luciana Nunes Leal, enviada especial – Agência Estado

Dos cinco assassinatos de jornalistas ocorridos nos últimos seis meses, três estão relacionados ao exercício profissional, informa o relatório do Brasil apresentado neste sábado na reunião da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP). Segundo o documento, este dado “não corrobora” a informação do Itamaraty de que a grande maioria dos casos de homicídios de jornalistas não tem ligação com a atividade.

Veja também:
Liberdade de imprensa: SIP retoma debate

A afirmação do Ministério das Relações Exteriores foi feita em resposta a uma consulta da Associação Nacional de Jornais (ANJ) sobre as razões que levaram o Brasil a votar contra a aprovação imediata da resolução da Unesco que garante mais segurança a profissionais de imprensa do mundo todo.

O Itamaraty informou que não é contra o plano, mas se opôs à aprovação do texto sem que houvesse contribuições dos países. Cuba, Venezuela, Índia e Paquistão também não assinaram a resolução. O informe brasileiro citou ainda 27 casos de crimes contra a imprensa, como agressões, ameaças e vandalismo.

Judiciário e imprensa

As reiteradas censuras judiciais foram outro ponto de destaque do relatório apresentado pelo representante do Brasil no encontro de Cádiz, Paulo de Tarso Nogueira, consultor do jornal O Estado de S.Paulo. “É crescente a ampliação do poder discricionário dos magistrados, especialmente os de primeiro grau, no julgamento de ações de antecipação de tutela, reparação de dano moral e do exercício do direito de resposta”, afirmou Nogueira, integrante da Comissão de Liberdade de Imprensa e Expressão da SIP.

Ele destacou que a morosidade da Justiça não apenas contribui para a impunidade nos casos de ataques à imprensa como prolonga a censura, por causa da demora no julgamento dos recursos.

Em relação ao Judiciário, o relatório brasileiro citou a reação do presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, Ivan Sartori, à série de reportagens sobre os altos salários de magistrados. Sartori ameaçou jornalistas de processo. Outro fato destacado foi a declaração do presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região em favor do “habeas mídia”, a fim de “impor limites ao poder de uma certa imprensa”.

O informe apontou como ponto positivo a sanção, pela presidente Dilma Rousseff, da lei de acesso a informações públicas, que começa a vigorar em maio. Entre os negativos, citou a aprovação na Comissão de Constituição e Justiça do Senado da regulamentação do direito de resposta, que abre a possibilidade de ser concedido liminarmente em decisão de primeira instância.

A Reunião de Meio de Ano da SIP reúne 250 profissionais de 25 países. A leitura dos relatórios de cada delegação continua na tarde deste sábado. O encontro, que teve início na sexta-feira (20) e vai até segunda-feira (23), faz menção especial aos 200 anos da Constituição espanhola, que inovou com a garantia da liberdade de expressão.

—Pois é… São inúmeras as tentativas de calar, cercear, inibir, PROIBIR as atividades da IMPRENSA, a ultima, desesperado gesto, é o assassinato do jornalista.

Publicado abril 21, 2012 por heitordacosta em CRIME

A Ordem das Cabeças Pensantes   Leave a comment

Cabeças Pensantes atentem e vigiem  La Nave Vã

João Mellão Neto, jornalista, foi deputado, secretário e ministro de Estado – O Estado de S.Paulo

Parece nome de banda de rock, mas não é. Trata-se de algo ainda pior. Está mais para Ali Babá e os 40 Ladrões. Na verdade um pouco menos, porque, entre as quatro dezenas de denunciados, alguns já foram absolvidos. Os mensaleiros protestam inocência, como, aliás, fazem todos aqueles que cumprem pena no inferno. Lúcifer – que reside por lá – vive a cutucá-los com o seu tridente e eles reclamam por entenderem que não merecem tal tratamento. Os petistas, em geral, são todos assim. Vivem a cometer as maiores barbaridades e se sentem com a consciência tranquila porque tudo o que fazem se justifica pela nobreza da “causa” que defendem.

Que causa tão excelsa seria essa? Ora, a “causa justa”, a mesma pela qual se bateram Lenin, Trotsky e Stalin, que extinguiu qualquer vestígio de liberdade e – ninguém entende por quê – ainda povoa os sonhos de muitos imbecis. Um mundo melhor, uma sociedade composta de iguais, sem classes, na qual as pessoas, em vez de competirem entre si, colaboram umas com as outras. Alguém já resumiu essa questão de forma magistral: “Capitalismo é um regime em que os homens exploram os homens. Já o socialismo é exatamente o contrário”.

A opinião pública não se sensibiliza com tais sutilezas e Asmodeu, pelo visto, também não. Na dúvida, ele prefere torturar as 38 almas decaídas que – enquanto não são devidamente julgadas – estão sofrendo o opróbrio popular. Eles se dividem entre o quarto e o oitavo círculo do inferno.

Segundo a descrição de Dante Alighieri – que alegou ter estado por lá -, o inferno é composto de nove círculos concêntricos – cada um mais profundo que o outro – para onde vão as almas de acordo com a gravidade de seus pecados. No quarto círculo habitam os gananciosos, cuja pena eterna é empurrar, morro acima, pesados sacos de dinheiro. Já no oitavo círculo residem pecadores responsáveis por delitos ainda mais graves. Entre eles se destacam os corruptos e os fraudadores. Seguindo o relato do italiano, existem ali dez fossos. Em geral essa gente está localizada no quinto fosso e há alguns também que desceram para o sétimo e até mesmo para o décimo – morada dos falsificadores. Há castigos disponíveis para todos os gostos. Desde a imersão do corpo em piche fervente até a contaminação pela lepra e pela sarna. Existe também a possibilidade de submersão em fezes e esterco e o incômodo de se ter a cabeça torcida para trás.

O curioso é que os petistas, apesar de suas agruras, acreditam piamente que estão provisoriamente no purgatório, a caminho das delícias proporcionadas pelo paraíso. O próprio José Dirceu é um exemplo eloquente disso. Ele ainda alimenta ambições eleitorais e não acredita, de forma alguma, que eventualmente possa vir a ser condenado pela Justiça. E esta não faz nada para desdizê-lo. Ao contrário.

Desde que o ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF), inadvertidamente, acolheu a denúncia do então procurador-geral da República, a Suprema Corte parece não saber como descascar esse espinhoso abacaxi. Se os magistrados votarem pela condenação dos réus, ficarão de mal com o governo. Se votarem pela absolvição, ficarão de mal com a já exacerbada opinião pública. Na dúvida, o mais prudente a fazer é adiar o julgamento. Sine die, ou seja, sabe lá Deus quando. Atitude tão temerária não se encontra sequer em nenhuma republiqueta subsaariana. Enquanto isso, os mensaleiros, apesar de tudo o que todo mundo sabe, podem continuar a dormir em paz.

Há gente de sobra a defendê-los. Existe até mesmo um ex-presidente da República que tem apostado todo o seu prestígio na tese de que o mensalão, na verdade, nunca existiu…

Haja cara de pau!

Então os mais de R$ 90 milhões movimentados pelo “carequinha” Marcos Valério, todo o dinheiro que foi recebido em notas vivas na boca do caixa de alguns bancos acumpliciados, os dólares confessadamente recebidos pelo então marqueteiro do PT em paraísos fiscais, nada disso, na verdade, existiu? Nem com toda a boa vontade do mundo dá para acreditar nessa história. Lula que nos perdoe, mas essa versão, mesmo que acompanhada da melhor maionese, é impossível engolir…

As eleições aproximam-se, serão realizadas no próximo mês de outubro, e ainda não foi decidida uma data para o início do julgamento. Pior: o ministro encarregado de revisar o processo não dá o menor sinal de quando vai concluí-lo. De acordo com o princípio jurídico de individualização das penas, não são possíveis condenações coletivas. Cada caso deverá ser julgado de acordo com as suas circunstâncias. Ou seja, havendo 38 réus, ocorrerão 38 julgamentos.

Estamos chegando a maio. Em julho haverá as férias forenses e os srs. ministros afirmam ser um “absurdo” deixar de desfrutá-las. Quando voltarem ao trabalho, em agosto, três deles estarão afastados, envolvidos com o processo eleitoral – eles acumulam a função de ministros do Tribunal Superior Eleitoral. Um quarto deverá declarar-se impedido de julgar, já que é umbilicalmente ligado ao PT. Dos 11 ministros titulares restarão, então, apenas sete. Traduzindo em miúdos: nada de julgamentos, ao menos por enquanto. Nada acontecerá que possa comover a opinião pública e se traduzir em mudanças nos resultados das eleições. Talvez ocorra algo no decorrer do ano que vem. Talvez nunca mais aconteça nada. Primeiro, porque muitas das eventuais penas acabarão por prescrever. Segundo, porque, transcorrido o pleito, o interesse do povo haverá, necessariamente, de arrefecer.

A Copa vem aí e, logo depois, teremos a Olimpíada. Toda essa pressa, então, para quê?

Nós ainda haveremos de acatar a versão de Lula e pedir desculpas a toda essa corja pelos estorvos que lhe estamos causando.

Zé Dirceu para presidente! Ao menos em 2030.

—Pois é… As leis, ora as leis…

Publicado abril 20, 2012 por heitordacosta em IMPUNIDADE

A Ordem das Cabeças Pensantes   Leave a comment

Cabeças Pensantes atentem e vigiem

PARABÉNS  Ministro CARLOS AYRES BRITTO.

Publicado abril 19, 2012 por heitordacosta em noticias e opinião, Uncategorized

A Ordem das Cabeças Pensantes   Leave a comment

Cabeças pensantes atentem e vigiem

Assim começam as guerras

Bem depois de alguns dias ausente estamos de volta novamente. Espero que todos tenham vivido e, continuem vivendo melhores dias.

Ontem encontrei um amigo que não via algum tempo. O nosso encontro ocorreu no bar do meu amigo Fafá, onde eu fugindo da impiedosa canícula, recebia as caricias da leve brisa que por lá havia.

O doutor Ricardo PhD em sociologia demonstrava uma irritação que eu não havia visto nem nos tempos em que ele fôra cassado pelo regime militar, obrigado ausentar-se do país.

Pensei; – deve ser algo muito grave-. Então para tentar entender, perguntei se ele -em forma de gozação- ainda estava à espera do Papai Noel? Talvez fosse essa a razão. Ele me respondeu com uma pergunta. Diga-me nobre amigo, quais são os três maiores flagelos do mundo?

Eu lhe respondi em tom de provocação. Depende da época, do país que você vive a fome e a sede. –Nada disso respondeu-me. Os três maiores flagelos são; a fome, a sede, e as religiões! Com todas as suas variáveis.

Engoli um pouco da minha cerveja. Prosseguiu ele, você conhece bem o lugar que eu moro. Outrora um recanto dos deuses, era? Interrompendo-o – sim porque agora nem mais os passarinhos por lá gorjeiam.

Aquela área central espaço coletivo onde os moradores usavam para entrar e sair de suas casas encontra-se atualmente sob o som de mais de oitocentos decibéis reproduzindo cânticos fundamentalistas, tendo a acompanhá-los uma voz estridente desafinada que se esgoela até o… Fazer bico. Uma fanática criatura.

Tudo começou há dois meses quando para lá se mudou essa pessoa, ela pertence a uma ala mais radical dos evangélicos. Nós não temos nada com isso, cada um tem seu deus, porém você conhece bem o procedimento deles, o de querer arregimentar você para hoste deles de qualquer forma.

-Bem eu compreendo. É uma situação desagradável, porém eu acho que vocês deviam tentar um dialogo, informar a essa pessoa que o seu comportamento é inadequado no momento que importuna o restante da comunidade.

-Não adianta. Nós formamos uma comissão, inclusive eu, procurei mostrar a essa “senhora” que o direito de culto, da fé da religião, do Deus. Deve ser respeitado, desde que, não seja imposta a força, e não incomode o próximo, – o que geralmente é feito por essas fanáticas pessoas-.

Em dado momento ela levanta seu braço tendo em sua mão aquele “livro” que para eles é tudo, e começa sua pregação gritando aos céus; aleluia, aleluia. Saiam daqui falange do capeta. O senhor é meu pastor. Aleluia.

Você nobre amigo não pode imaginar o furdunço que se transformou aquela tentativa de negociação. Agora eu entendo porque as jihads até hoje existem.

-Querido amigo, reconheço sua cultura, e também, sua tolerância para com os menos favorecidos. Compreendo ser esse problema talvez, um dos maiores flagelos. O fanatismo mata em nome de deus. A falta de cultura proporciona a sua proliferação, o que fazer?

Procure ser feliz, esqueça, 2012 está apenas começando.

-mais, muito mais, eternamente-.

Publicado abril 19, 2012 por heitordacosta em Alienação