Cabeças Pensantes atentem e vigiem- A Poesia de Fernando Pessoa   Leave a comment

 
 Foto-Heitor       Cabeças Pensantes atentem e vigiem
                 
                                          A Poesia de Fernando Pessoa
 
 
       Fernando Antonio Nogueira Pessoa nasceu no dia 13 de junho de 1888, em Lisboa, e faleceu aos 30 de novembro de 1935.
 
 
                                                      pessoa9
 
 
    

           

"Ó MAR SALGADO, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar.

Valeu a pena? Tudo vale a pena
se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu."

Fernando Pessoa

 

 

Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.

Deus quis que a terra fosse toda uma,

Que o mar unisse, já não separasse.

Sagrou-te, e foste desvendando a espuma,

Quem te sagrou criou-te português.
Do mar e nós em ti nos deu sinal.
Cumpriu-se o Mar, e o Império se desfez.
Senhor, falta cumprir-se Portugal!  

Fernando Pessoa-Mensagem

 
 
 
-Salve a cultura! Mais, muito mais, eternamente-
  
Anúncios

Publicado outubro 9, 2008 por heitordacosta em Cultura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: