Cabeças Pensantes atenteme vigiem- Os Alienígenas-   Leave a comment

 
 
 
       Cabeças Pensantes atentem e vigiem
 
                                         Alienação – Omissão – incompetência?
 
 
 

Cabeças Pensantes atentem e vigiem

Alienação – Omissão – Incompetência?

Quando eu era jovem-década de 50-, tinha o privilégio de ouvir de meu pai, homem íntegro, dono de notório saber, – passeava com a solércia que lhe era peculiar entre o conhecimento erudito ao popular-. Militar, oficial da Marinha brasileira, conheceu em suas viagens internacionais alguns paises, e parte de suas culturas.

Nas conversas ele sempre me dizia que um homem com educação e possuidor de conhecimento, seria um homem responsável, de caráter. Deveria respeitar as pessoas e os valores constituídos. Honrar sua Pátria, a sua família, submissão as leis. Considerar o trabalho como dever primordial do ser humano e honrá-lo sob todas as formas. Reconhecer os limites do domínio do homem e o infinito poder do eterno. (Mais tarde, descobri que ouvia, eram LandMarks)

Lembro-me que certa ocasião ele me levou em passeio, conhecer uma favela-antigamente era assim que se chamava-. As moradias “barracos” feitos com madeiras –sobras de construções- ou, caixotes de feira. Nos telhados eram usadas folhas de zinco. Essas construções inspiraram poetas e compositores na realização de obras do nosso cancioneiro popular.

Seus estreitos e íngremes caminhos-viela-, crianças brincavam entre porcos, galinhas e, poças de esgoto. Ali também não existia energia elétrica. Havia o lampião o candieiro, de onde uma tênue chama, bruxuleava no ambiente.

Adiante, um lugar amplo havia uma bica. A sua volta formavam-se filas nelas, os moradores e suas latas onde a água era levada para os barracos. Em época de eleições a promessa de colocação de bicas nas favelas era a principal plataforma dos “políticos” em campanha.

Quando chegamos a nossa casa, meu pai me disse: meu filho sabe que esse passeio não lhe foi agradável. Porém, o objetivo é que você compreenda que essa desigualdade , diferença de modo de vida a que nós estamos acostumados e a que você viu, existe em grande parte pela discriminação racial, e de sua descendência.

O pauperismo que assola aquele segmento, sem acesso a educação, sem pratica religiosa, trabalho digno, nenhuma perspectiva de um futuro melhor, é conseqüência do abandono das autoridades responsáveis, do Estado.

Quando você for homem formado, deverá junto a outros homens de bem, lutar reenvidicar trabalhar, propiciar para que haja meios que favoreça a esse segmento uma evolução social digna.

O relato acima exposto embora sucinto sirva para que eu comente um fato absurdo acontecido nestes últimos dias e que me deixou em estado de perplexidade.

Começando pelo processo eleitoral. O dinheiro que está sendo gasto para motivar o comparecimento do eleitor –apesar de ser obrigatória- Nunca nesse pais, o Tribunal Superior Eleitoral realizou campanha como a atual. O medo de um recesso dos eleitores é o fator predominante dessa campanha.

Admito, – por imposição de interpretação da lei-, um criminoso, não condenado, poderá fazer sua filiação a um partido e como candidato, participar do processo eleitoral, sendo eleito, terá direito a imunidade parlamentar, que impedirá que seja julgado sem a licença de seus pares. Assim é criada mais uma categoria de criminoso impune.

Nós sabemos que as organizações criminosas estão empenhadas em eleger seus candidatos. Antes eram políticos corruptos, agora, eles têm seus próprios candidatos.

A maioria tem antecedentes criminais e processos em curso, alguns já foram condenados em primeira estância.

Um grupo de ”otoridades” membros de várias instituições gasta dias em “reuniões”, para depois decidirem usar o exército brasileiro, última reserva moral, EU DISSE ÚLTIMA RESERVA MORAL, bastião da nossa soberania, para garantir o eleitor votar livremente. Veja você: primeiro baseado na lei permite a participação até de analfabeto, deliqüente, governante acusado de improbidade administrativa, desvio de dinheiro público eufemismo de roubo, etc. Depois expõem a chacotas, exposição humilhantes de decoração do território inimigo, desfigurando o modus operandi da instituição exército brasileiro.

A meu ver, a decisão mais correta, mais pratica, deveria partir do TSE, que só se ouve falar de quatro (Ops) em quatro anos, Chamar para si a decisão (tem que ser muito macho) e impugnar a candidatura desses elementos perniciosos a sociedade.

Aquele que esta esperando ser liberado pela justiça deve também esperar uma nova eleição quando julgado inocente poderá participar do processo. È simples e sem maracutaia e gastos desnecessários.

Agora o que realmente me deixou perplexo, foi à declaração feita por um desembargador a mídia, que ao visitar algumas (acho que duas), comunidades demonstrou surpresa diante do fato para ele surreal, comparando-o a um campo de concentração sem arame farpado, onde pessoas aparentando medo ali vivem. Em que planeta o ilustre desembargador vive? Ou será em um buraco negro? Esse fato é preocupante tendo-se em conta ser o ilustre desembargador oriundo da área criminal, portanto no meu entendimento teria a obrigação de saber, mesmo que não seja conectado, leia jornal, veja televisão, que quando teve a sua frente criminosos, deveria por força do dever saber das suas origens além dos crimes que eram responsáveis. Deveria saber que aqueles elementos deviam viver aqui na terra e os lugares existem.

Como disse no início, na minha juventude, meu pai, me levou no morro para que eu visse e conhecesse a plena desigualdade. Naquela época, não havia a globalização e tão pouco alienígenas.

-Mais, muito mais, eternamente-.

Anúncios

Publicado setembro 16, 2008 por heitordacosta em noticias e opinião

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: