Cabeças Pensantes atentem e vigiem- Novo Trabalho-   Leave a comment

    CCC

                                                                                 Cabeças  Pensantes atentem e vigiem 

 Frente a cama a porta aberta permitia à visão de uma parte do deck e, um nível abaixo, a extensão de toda praia

Iasmim estava na piscina. Ela nasceu na cidade de Donetsk, Ucrânia. Seu pai é russo-casaque e sua mãe moscovita. Iasmim Dmitrovna é modelo fotográfica. Tem um metro e noventa e cinco de altura. Sua pele é alva, cabelos louros, olhos azuis. Em razão de sua pele ser muito clara, ela toma sol à sombra.

Eu a conheci quando fui fazer um trabalho sobre a integração das duas Berlim após a derrubada do muro. Foi durante uma festa na embaixada americana, nessa mesma noite começou o nosso relacionamento

Hoje completamos dois meses juntos. Estamos viajando em férias. Estamos na ilha de Creta. De pé à porta do quarto, seu corpo nu, em contra luz do radiante sol da manhã, faz com que eu imagine ser aquela aparição um anjo celestial a visitar-me.

Ela caminha em minha direção. Anda quase nas pontas dos pés. Parece uma gazela! Seus seios rijos, formato de pêra, seus pêlos dourados como o ouro de um deus Maia.

Deitada ao meu lado sobre o lençol de linho azul é um êxtase!

O nosso relacionamento durou exatamente dois meses. Um dia viajei a trabalho a Espanha. Iasmim viajaria no dia seguinte a Berlim, iria fazer uma sessão de fotos para o governo promover o lado leste, assim ela aproveitaria para olhar a nossa casa.

À noite logo após a minha chegada no hotel faço uma ligação, Iasmim deveria estar aguardando. O telefone chamou por algum tempo e, ela não atendeu imaginei; deve ser que está ainda na reunião de trabalho.

Mais tarde, no meio da madrugada voltei a insistir. Sem sucesso, tentei dormir. Minha preocupação tinha como motivo-apesar da existência agora de uma única Alemanha-, ainda havia aquela sensação de estarmos sendo vigiados. Eu por ser americano, jornalista.

Pela manhã fiz nova tentativa. Do outro lado da linha uma voz de mulher atende: – comissariado do povo. –Hã! Exclamei. Quem está falando? Ela me respondeu; – camarada Irina. Eu lhe pedi que chamasse a Iasmim. Pensei, Iasmim poderia ter contratado alguma pessoa para arrumar a casa. Como resposta um breve silêncio.

Interrompo a ligação e em seguida tento novamente, – poderia ter caído em lugar errado. Mas ao atender a mesma voz, percebi que algo estava errado e não era a conexão.

-Trecho do meu novo livro-.

-mais, muito mais, eternamente-.

 

 
Anúncios

Publicado agosto 4, 2008 por heitordacosta em Livros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: