Cabeças Pensantes tentem e vigiem – nossa vã filosofia-   Leave a comment

 
       Foto-Heitor               Cabeças Pensantes atentem e vigiem
 
                                                   Há muito mais coisas que a nossa vã filosofia 
 
                     

Cabeças Pensantes atentem e vigiem

No decorrer do tempo, a relação do homem com a Natureza e suas manifestações, baseou-se em sua maior parte, na observação dos sinais, que precediam as alterações que também serviam para orientá-los no transcorrer de suas jornadas.

Sem ter elementos científicos – instrumentos, equipamentos e, conhecimento acadêmico-, os sinais eram os únicos meios de sobre vida as nações, tribos, grupos.

Os Obás -reis, de algumas etnias africanas-, que além do conhecimento adquirido pelas observações, tinham aprendido com seus colonizadores, a contagem do tempo através do uso da ampulheta, a distinguir as fazes da lua e as estações do ano, usaram esse conhecimento como elemento de supremacia e conquista a outros grupos étnicos que ainda não tinham essas informações ou, não sabiam entende-las.

Eu me lembro quando ainda era jovem e passava grande parte do meu dia na praia, em conversas com caiçaras e pescadores. Ali aprendi entender alguns sinais de aviso de mudança do tempo até com 24 horas de antecedência.

Eles afirmavam que quando apareciam gaivotas próximas do litoral ou até sobre a orla, haverá mudança no tempo. Geralmente a chegada de uma frente fria. O mar também revela mudanças através das inversões de sentido de suas correntes marítimas; – sul sudeste. Essa alteração provoca mudança de cor da água e seu comportamento, que nós chamamos de mexido.

Quando há trovoadas e clarões surgem correndo horizontalmente no céu, nada de grave, apenas chuva normal, porém, quando o céu fica escuro -cineriforme-, e o relâmpago cai verticalmente é sinal de tempestade.

No nordeste é costume acontecer um evento anual, – no dia de são José-. Onde comparecem vários “cientistas” da Natureza, cada qual com seu jeito de interagir com a Natureza, para o seu modo, informar se o ano será chuvoso, propício ao   uso da      terra ou não.

lobao210108

                                                                                                                             lobaoposse3                                                                           

                                                 

Portanto, não poderia ser diferente com o governo do senhor Silva – ele não é o primeiro se valer dessa informação-, porém, esperamos que ele não faça dessa “ajuda” o plano energético do governo.

 -Mais, muito mais, eternamente-.

  

.

 

Anúncios

Publicado janeiro 23, 2008 por heitordacosta em noticias e opinião

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: