Cabeças Pensantes. O primitivo e a naturez beças Pensantes atentem e vigiem a   Leave a comment

       Sexy Cabeças Pensantes atentem e vigiem

A violência e a natureza

Olá amigos, tenham todo um bom domingo. Ontem resolvi caminhar pelo calçadão do recreio. Eu tenho o hábito de caminhar todas as manhãs, porém, em outros lugares mais calmos-.

Fui até o Pontal no quiosque de minha amiga Rose. –Algum tempo fazia que eu por lá não aparecesse.  Sentei-me a uma mesa de frente aquele mar, uma cor verde piscina, predominava em quase toda sua extensão. As suas calmas maretas beijavam a molhada área. Realmente uma bela tarde de primavera. Não havia o tradicional furdunço promovido pelas excursões que ali costumam aportar no verão.

Mas, eis que alguns carros param em frente ao quiosque. Eles ficam com a parte traseira voltadas em direção ao mar. As pessoas (?) que saem de dentro desses veículos (3), são de aparência jovem, corpo marombado iguais aos dos gays (Barbie), seus corpos exibem tatuagens e, adornando seus pescoços, uma grossa gargantilha. Até ai, nada de mais. 

Em seguida eles caminham até a murada. O grupo é formado por nove jovens, seis homens (?), três mulheres. Um deles enrola e detona um baseado. Logo retornam aos carros, e como houvessem ensaiado, eles levantam as tampas das portas malas e dentro delas tornan-se visíveis, um conjunto de auto-falantes do porte desses usados por trio elétrico. Verdadeiros mísseis, para se ter uma idéia, o tamanho de um deles mal comparando, tinha o diâmetro de uma roda de carro. O som emanado dele poderia derrubar a estátua da Liberdade.

Pois bem, como se combinado fosse, os três carros começam tocar ao mesmo tempo a mesma música (?), FUNK!  Aquele, o máximo tribal, poesia de um linguajar chulo, imoral. O quiosque de minha amiga Rose quase vai parar nas ilhas Cagarras. Um absurdo! Um desrespeito, falta de educação, comportamento social inadequado primitivo, demonstração de poder, falta de umas boas bordoadas – meu tempo  já passou- O que fazer? Quem fiscaliza tal arbitrariedade? Fui informado que é costume esse tipo de ocorrência naquele lugar. Verifiquei que não é só ali, a tal explosão cultural (?), se faz presente em quase todo Rio principalmente, na zona Oeste. O que fazer?

Os americanos costumam usar esse tipo de som – volume- na casa dos 140 decibéis, para arrancarem confissões de seus prisioneiros, os danos são irreversíveis. O que fazer? O som da natureza, – beijo da calma mareta na área molhada, foi sufocado, oprimido. Vale o primitivo o CULTURAL.??????????????????

-mais muito mais, eternamente-.       Sexy Cabeças Pensantes Atentem e vigiem (O primitivo e a Natureza

Anúncios

Publicado outubro 21, 2007 por heitordacosta em noticias e opinião

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: